Arena Castelão está sem contrato de manutenção preventiva há 11 meses
Legenda: Incêndio iniciou na cabine de rádio da Arena Castelão, segundo o Corpo de Bombeiros. Foto: VC Repórter

Arena Castelão está sem contrato de manutenção preventiva há 11 meses

  • Post Author:
  • Post Category:Notícias

A Arena Castelão, principal praça esportiva do Estado do Ceará e que foi atingida por um incêndio de grandes proporções no último sábado (30), não possui, atualmente, um contrato ativo com empresa especializada para manutenção preventiva do equipamento.

O último, assinado por meio de dispensa de licitação junto à empresa Normatel Engenharia, no valor de R$ 1,79 milhão, foi encerrado em março de 2020, não havendo um novo contrato firmado com esta ou qualquer outra empresa para serviços do gênero.

Pelo período de 6 meses, de outubro de 2019 a março de 2020, a secretaria contratou “serviços técnicos de manutenção predial preditiva, preventiva, detectiva e corretiva das instalações físicas prediais dos sistemas e equipamentos abaixo relacionados, com fornecimento de mão de obra especializada, materiais e peças de reposição, para atender as necessidades do Arena Multiuso -Estádio Plácido Aderaldo Castelo”. No entanto, nenhum outro vínculo foi firmado posteriormente.

Legenda: Bombeiros atuam no combate às chamas. Foto: Fabiane de Paula

No portal “Ceará Transparente” consta que a justificativa para assinatura do documento se deu pelo encerramento do primeiro e único contrato de gestão administrativa da Arena Castelão e a necessidade da continuidade dos serviços. A Parceria Público-Privada (PPP), cuja a última empresa gestora foi a LuArenas, chegou ao fim em dezembro de 2018, com a administração da Arena retornando para o Poder Público. Confira a explicação para contratação dos serviços:

“Término da vigência do contrato de concessão administrativa nº 001/2010 e a necessidade de continuidade da prestação de serviços de suporte às ações desenvolvidas pela SEJUV e pelo Estádio Arena Castelão”, diz o documento”.

Manutenção feita por funcionários
A reportagem do Diário do Nordeste procurou a Secretaria do Esporte e Juventude (Sejuv) para entender como se dá, atualmente, a manutenção preventiva dos equipamentos do estádio. Por meio de nota, o órgão disse que os serviços são realizados por equipe de operação do próprio equipamento, com intervenção técnica da Superintendência de Obras Públicas (SOP).

“A Secretaria do Esporte e Juventude (Sejuv) informa que, a manutenção da Arena Castelão está sendo realizada pela equipe de operação do próprio equipamento (Bombeiros Hidráulicos, Electrónicos e pintores), tendo como interveniente técnico a Superintendência de Obras Públicas (SOP). Todo trabalho de manutenção segue as orientações do fabricante, com um plano de ação.

No entanto, na mesma nota, o órgão informa que um processo de licitação está em andamento.”A SOP já está com processo de licitação em andamento para uma nova contratação de empresa, referente a manutenção do equipamento”.

Legenda: As chamas danificaram parte da estrutura superior da Arena Castelão. Foto: Fabiane de Paula

“Entregue em perfeitas condições”
A reportagem também ouviu o gestor da empresa LuArenas, antiga administradora da Arena Castelão antes do retorno à Sejuv. Flávio Portela não quis comentar sobre a atual gestão, cuja pasta é comandada pelo secretário Rogério Pinheiro, mas garantiu que o equipamento foi entregue em totais condições de uso e sem nenhum grave incidente.

“Em relação a ocorrência na Arena Castelão esse último final de semana só podemos comentar que a Arena foi entregue para o Estado do Ceará no final de 2018 momento em que entregamos o esquipamento 100% operacional. Em paralelo ajudamos na transição operacional na época já que a própria secretaria responsável no momento foi toda trocada e nos 6 anos de operação e manutenção da Arena que com centenas de jogos, shows e milhões de pessoas que passaram pelo equipamento e antecederam a entrega/devolução para o poder concedente não tivemos nenhuma ocorrência ou acidente de magnitude relevante. De qualquer jeito na época tínhamos uma estrutura de seguros e resseguros internacional para suportar tal tipo de ocorrência e como estamos longe da Arena há quase 2 anos e meio não tenho qualquer informação ou conhecimento para comentar o incêndio do último sábado”.

Investigações
Após o evento de sábado, as investigações das causas do incêndio da Arena Castelão estão sendo tocadas pela Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce). Segundo o órgão, na manhã desta segunda-feira (1), a equipe do Núcleo de Perícia em Engenharia Legal e Meio Ambiente (Nupelm) deu continuidade ao levantamento de vestígios para identificar as possíveis causas do incêndio que ocorreu na Arena Castelão, na manhã de sábado (30).

De acordo com o órgão, na avaliação realizada hoje, a equipe da Pefoce coletou vestígios e fez uso de um drone, equipamento de voo não tripulado, para captar imagens panorâmicas e obter outras informações pertinentes para a perícia com o objetivo de identificar as causas do incêndio.

Gigante da Boa Vista
A Arena Castelão é a maior praça esportiva do estado do Ceará, com capacidade total, após a reforma do estádio para a Copa do Mundo de 2014, para 63 mil pessoas. A remodelação da arena custou R$ 525 milhões, sendo gerido pela iniciativa privada por 5 anos. O Castelão é a casa dos principais times cearenses. Ceará e Fortaleza, que atualmente atuam na Série A do Campeonato Brasileiro. Todos os anos, as principais equipes brasileiros atuam no estádio.

Fonte: https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/

Distribuidora de Equipamentos de Combate a Incêndio em Fortaleza é a LRX Distribuidora, a melhor do Norte e Nordeste. Clique aqui e veja nossas promoções, nossos preços e a qualidade de nossos produtos.